Notícias

TRABALHADORES DA RIAC VÃO PARA GREVE A 2, 3 E 4 DE MAIO
Quinta, 19 abril 2018

GREVE UNE E MOBILIZA OS TRABALHADORES DA RIAC NA DEFESA DA VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL DA SUA CARREIRA

Durante os dias 2, 3 e 4 de maio os trabalhadores assistentes técnicos da RIAC estiveram em greve na defesa da abertura de um processo negocial tendente ao reconhecimento da especificidade das suas funções, reivindicando a consequente valorização profissional da sua carreira.

Com uma adesão maciça àgreve que oscilou entre os 70 e os 90%, que levou ao completo encerramento de cerca de 34 das 60 lojas da RIAC da Região e prejudicou o normal funcionamentodas restantes – não obstante o lamentável recurso feito a trabalhadores ocupacionais a quem não é reconhecido o direito àgreve, – os trabalhadores operadores defrontoffice da RIAC deram um exemplo de unidade e vontade firme de lutar pela sua dignidade profissional, tendo-se manifestado logo no primeiro dia à frente da delegação da VPGRA em Ponta Delgada, exigindo e reivindicando, uma vez mais, o direito à negociação coletiva em torno da defesa da sua valorização profissional.

Quanto à informação última veiculada pela direção da RIAC quanto à sua total disponibilidade para dialogar com os trabalhadores, estranha-se e critica-se por ser feita por uma entidade patronal que desde sempre se considerou incompetente para tratar desta matéria.

Neste contexto, e por ser uma matéria política da competência da Região, é que nos dirigimos ao Governo Regional, neste caso à Vice-Presidência, pedindo-lhe para deixar de tratar os trabalhadores da RIAC como causa menor, e substituir a arrogância e teimosia por dignidade e respeito, com eles dialogando.

Nós, trabalhadores da RIAC, pela nossa parte, continuaremos a lutar até que os propósitos que nos movem, sejam ouvidos, admitindo-se o recurso a novas formas de luta, com o apoiodo SINTAP, na defesa dos seus direitos, caso a falta de diálogo persista.

Açores, 4 de maio de 2018

                                                                                      SINTAP


Trabalhadores da RIAC em Greve a 2, 3 e 4 de maio

Pela valorização e dignificação das carreiras

Os trabalhadores da Rede Integrada de Apoio ao Cidadão (RIAC) da Região Autónoma dos Açores vão estar em Greve nos próximos dias 2, 3 e 4 de maio, procurando desse modo pressionar o Governo Regional a iniciar um processo negocial que dignifique e valorize a sua carreira.

Estamos perante trabalhadores a quem tem vindo a ser atribuído um conjunto apreciável,complexo e sempre crescente de tarefas e funções, acréscimo este que se tem traduzido numa maior exigência para com os trabalhadores, os quais, perante essa situação, têm-se visto obrigados a investir nas suas competências funcionais, formativas e profissionais.

Na base desta situação está o alargamento das atribuições e competências daprópria RIAC, o que tem concorrido para que os trabalhadores sejam sujeitos a um conjunto especial de deveres e obrigações.

Uma vez que os trabalhadores têm-se deparado com uma total ausência de abertura para a abordagem desta problemática por parte da tutela, da Vice-presidência do Governo Regional, não lhes resta outra alternativa senão a de cumprir uma paralisação de 72 horas, através da qual os trabalhadores, unidos, demonstrarão que estão dispostos a lutar pelos seus direitos, nomeadamente pelo direito à abertura de um processo negocial no qual seja equacionada a criação de uma carreira especial.

Açores, 18 de abril de 2018



Voltar